BN20 | Você bem perto da notícia

Ambulante morre atingida por árvore em Salvador

Publicada em 22/01/2016 ás 22:05:10
Foto: Jefferson Domingos | Ag. A TARDE

 

A vendedora ambulante Berenice Ferreira Rodrigues, conhecida como Berê, de 80 anos, morreu, nesta sexta-feira, 22, após ser atingida por uma árvore que caiu na avenida Tancredo Neves, na altura da Casa do Comércio e do Shopping Salvador. De acordo com testemunhas, Berenice trabalhava no local quando a árvore caiu. Outras pessoas tiveram ferimentos leves.

O corpo da idosa foi retirado por volta das 14h30, quanto todo o tronco da árvore foi removido. A Limpurb está no local para limpar os destroços restantes. 

Um dos feridos foi Amilton Santanna, que conserta tênis no local. "Eu estava de costas quando eu vi algumas pessoas gritando e quando eu vi um monte de folha em cima de mim, pensei que era o vento. Tomei uma queda, mas consegui me livrar", conta.

O vendedor de coco Juscelino José de Jesus, 27 anos, também foi surpreendido quando estava trabalhando. "Foi tão rápido, não tem explicação. Quando eu vi eu pensei que o vento que derrubou meu coco. Mas com o impacto que deu, o carro me empurrou e eu cai sentado", disse ele, que feriu nas costas e joelho, mas não chegou a ser atendido do Samu.

Outra vendedora ambulante que estava ao lado de Berê conseguiu correr e foi ajudada pelos colegas.

O guarda de veículos Cláudio Fonseca, que presenciou o acidente, disse que ainda tentou alertar a idosa, mas ela não percebeu. Fábio Silva, que também estava no local, disse que o acidente foi muito rápido e que não teve como salvar Berê. 

Dois filhos da vendedora esteviram no local, Waldemar e Waldir Ferreira. Waldir aos prantos falava "Eu perdi minha mãe Jesus". Ele chegou a desmaiar ao saber da morte da mãe. Já Waldemar disse "Tragédia anunciada. Porque não podaram a árvore antes? Eu falava: mãe, pra quê vender? Você não precisa disso. Ela dizia que era o único lazer dela". O neto também esteve no local em estado de choque. O filho e o neto foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

Colegas de Berê dizem que o acidente poderia ter sido evitado. Eles alegam que solicitaram a poda dessa e de outras árvores da região, mas não tiveram resposta do governo municipal. De acordo com a vendedora Jaqueline Pereira, as árvores da região não são podadas há oito anos.

Já Luciano Sandes, diretor de operações da Secretaria de Manutenção de Salvador (Seman), afirmou que uma poda foi realizada em outubro de 2015. De acordo com ele, a umidade do solo pode ter ajudado o vento a derrubar a árvore. Além disso, a espécie teria raízes muito rasas, o que dificulta a sustentação.

Contudo o caso ainda está sendo apurado e a Prefeitura informou que ainda nesta sexta publicará uma nota oficial com o resultado da perícia. 

Essa é a segunda árvore que cai nesta sexta. A outra ocorrência aconteceu no Rio Vermelho e ninguém ficou ferido. Informação: Atarde.

 

publicidade

 

Portal BN20
Related Posts with Thumbnails

Leia Também

22/11

22/11

22/11

22/11

21/11

21/11

21/11

21/11

20/11

20/11


Publicidade